Pesquisar este blog

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

A Rosa da Vida




O príncipe solitário, em sua busca incessante,
Já não pode esperar pela rosa,
O tempo como o vento corre,
As cores como ele, como o dia escuresse,
Nada tem a perder quem lhe der a rosa,
O príncipe chora,
Mas busca em todos os espaços aquela que lhe trará esperança
A rosa me dará vida,
A rosa que você cultiva em seu caminho de sustentação
O caminho já não é tão longo,
Quando essa falta me consome
Mas a vida por ela prolongo,
Quando a recebo com amor,
Aliviando de mim a dor,
Nos dias que a recebo.
E cada príncipe que atráz dela caminha,
Cativa jardineiros com seu olhar de alegria,
A espera da rosa que lhe devolverá a vida um dia.
E fará mais feliz aquele que a cultivou.
Ana Elizabete Barbosa
Doe Medula óssea, seja alguém na vida dos seus irmãos, as rosas florescem a cada dia oferte-as

2 comentários :

  1. Que coisa mais linda minha poetiza.

    ResponderExcluir
  2. a rosa em seu caminho de sustentação, a médula óssea que pode ser doada e nunca deixará de ser cultivada, somos todos jardineiros

    ResponderExcluir

Tudo que tiver a dizer é importante...